Você está no Portal Noivas de:

Tradições e Superstições

jogando_buqueQue noiva resiste às superstições que prometem sorte e felicidade? Leia algumas superstições que mais são conhecidas.

O casamento

A tradição romântica do casamento foi inventada pela Rainha Vitória, ela resolveu fazer uma cerimônia junto a uma festa para comemorar o amor que sentia pelo seu noivo.

Anel de Noivado

O primeiro anel de noivado foi oferecido, em 1477, por Maximiliano da Áustria a Maria de Burgundy. Porém, já desde os egípcios, o anel oferecido pelo amado à amada usava-se no dedo anelar da mão direita, pois neste dedo há um vaso sanguíneo com uma ligação direta para o coração.

O anel de noivado ou o pedido de casamento é um hábito que existe há muito tempo. É dado pelo noivo como uma promessa simbólica de fidelidade, significando o afeto e o compromisso entre duas pessoas que se amam. Só é substituído pela aliança no dia do casamento, pois dizem que se é tirada antes do casamento trará má sorte.

Colocar um anel no dedo de outra pessoa significa aceitar o dom da outra como um tesouro exclusivo. A sua forma circular evoca a eternidade do amor e o ouro amarelo é sinal de sentimentos nobres.

O dia do casamento

Dizem que quando a noiva chora no dia do casamento, é um bom sinal, pois ela chorará menos depois do casamento. Trás sorte casar no dia em que o noivo tenha nascido ou no seu dia de aniversário.

Há também uma superstição japonesa em que dizem que as noivas devem se casar em junho para que a união dure por muitos anos. No Brasil, o mês preferido também é o mês de maio, por causa do nome Maya que significa Maria e Mãe. Quando se coloca florista para entrar antes da noiva, as flores que são espalhadas pelo caminho até o altar tem o significado de fertilidade.

Durante a celebração do casamento, a noiva deve se posicionar ao lado esquerdo do noivo, essa tradição vem desde a idade média, pois antigamente se algum homem tentasse "roubar" a futura esposa do noivo, este a defenderia com a espada usando o braço direito para o combate. Segundo a superstição, quando a noiva fica no lado esquerdo, também significaria afastar o risco da infidelidade. O costume de carregar a noiva no colo vem do Oriente, pois lá eles acreditam que assim que se termina a cerimônia, há maus fluídos, por esse motivo o noivo deve carregar a noiva para que ela não "pise" em nenhum desses maus.

Flores

Não há noiva se não há flores! Já que estas simbolizam a vida, o crescimento, a fertilidade, e afastam os maus espíritos. No princípio, a flor de laranjeira era a eleita, mas, ao longo dos tempos, outras a substituíram. Há quem acredite que um buquê de noiva deve levar sempre mais do que um tipo de flores e há quem prefira algo mais tradicional, como o redondo e todo branco.Naturais ou secas, as flores são indispensáveis.

Os buquês começaram a ser usados na Grécia Antiga, lá eles recebiam a noiva com flores e ervas aromáticas de amigas, durante o trajeto até o altar. Nesses tempos, não podiam faltar o alho para afastar os maus sentimentos. O buquê simbolizava a fertilidade e garantia proteção a nova família.

Hoje, apesar dos arranjos serem muito mais sofisticados, há ainda muitas noivas que escondem entre as flores ramos de arruda (contra o mau-olhado), hortelã (que estimula a espiritualidade), alecrim ou manjericão (que atraem boa sorte) ou outras ervas.

No fim da cerimônia, a noiva lança o buquê para as solteiras, pois dizem que lançando o buquê a sorte para encontrar um amor e casar vai para quem conseguir pegar o buquê. Porém, muitas noivas preferem deixá-lo no altar ou até mesmo desidratá-lo ou enquadrá-lo, acreditando que a felicidade do casal fique guardada.

Vestido de noiva

A cor branca do vestido de noiva só foi popularizada no século XVII, no casamento da rainha Vitória. Ela lançou a moda que permanece até os dias atuais. Antes disso, especialmente na Idade Média, não havia cor específica para a cerimônia, a cor mais usada era o vermelho. O branco acabou sendo o preferido, por simbolizar a castidade e a pureza.

Na Grécia e em Roma, existem relatos de que as pessoas usavam roupas brancas em celebrações importantes, como o nascimento, batizado e o casamento.

Uma das tradições mais conhecidas é a que o noivo não deve ver a noiva vestida antes da cerimônia, o noivo também não deve tocar em nenhum pertence da noiva para não quebrar o encanto do matrimônio. Em alguns países árabes, o casamento (especialmente dos muçulmanos), ainda hoje é celebrado entre o pretendente e o pai da noiva (que fica a aguardar em outra sala). Somente depois de o casamento ser celebrado pelos homens, a noiva se encontra com o futuro marido.

Outra tradição é a noiva usar uma coisa velha, uma coisa nova, uma coisa emprestada e uma coisa azul, veja os motivos:

  • O velho simboliza o passado e a continuidade.
  • O novo significa otimismo, esperança e a vida futura.
  • O emprestado significa a felicidade que deverá ser partilhada por um casal já casado.
  • E o azul simboliza fidelidade, amor eterno e pureza.

Bolo de Casamento

Os noivos devem cortar a primeira fatia juntos, pois isso trará uma vida de grande partilha.

Após a cerimônia

Jogar arroz nos noivos é uma tradição antiga, usada há dois mil anos. Este ato simboliza a fartura para a vida do casal, e os grãos de arroz simbolizam a fertilidade.

Para quem prefira lançar pétalas não tem problema, pois o desejo é o mesmo de fertilidade, prosperidade e felicidade.

A festa que é oferecida pelos pais da noiva, tem o como sentindo a comemoração da união do casal e das duas famílias.

Lua-de-mel

Dá-se o nome "lua-de-mel porque antigamente o casamento só acontecia quando era tempo de lua cheia, junto à cerimônia que faziam, os noivos compartilhavam uma poção feita com mel, que traria sorte e fidelidade.

Na antiga Grécia os amigos e parentes dos noivos desenhavam uma lua com mel na porta da casa em que os noivos iriam morar, para lhes trazer sorte.

As melhores superstições e tradições para você que será a noiva mais sortuda do mundo!